Sonho com perseguição

Visualizando 3 respostas da discussão
  • Autor
    Posts
    • #12865 Responder

      Sonhei que estava sendo perseguida por uma mulher loira alta e tal..
      Tudo o que eu fazia ela estava ali, do nada ela começou a me perseguir, eu estava saindo da escola sozinha aí ela começo a ficar só me seguindo..
      No meu sonho eu estava perto de casa e fiquei em duvidas se entrava para minha casa ou passava direto, aí quando de repente vi meu vizinho chegando aí comecei a correr e gritar Luciano me ajuda…
      Mais ele não me escutava até que cheguei na frente do portão da casa dele e chamei por ele e disse Luciano por favor me ajuda, eu estava nervosa e muito mais… Ele tinha havido perguntado o que tinha acontecido ai falei para ele olha aquela mulher lá traz… Aí ele olhou ele disse o que tem ela ai respondi ela só fica me seguindo. Ai ele chamou a mãe dele e disse mãe fica aqui com a Luiza que irei ver o que ela quer com a Luiza.. Ele foi e quando estava voltando eu acordei…

    • #12880 Responder

      Tudo começou na cidade do interior que eu morava, minha família tem um hotel lá e veio umas pessoas se hospedar dizendo ser de uma “religião” para pregar uma nova palavra +/- isso. Eles hipnotizavam as pessoas, faziam elas acreditarem e outras coisas, quando eu vi isso eu sai correndo aí um monte de gente corria atrás de mim depois só tinha um homem atrás de mim, no caminho tinha um esquina que dava para um estrada de terra e eu encontrei mais dois homens. Só que o cara que me perseguia me alcançou e com uma lamina parecendo uma caneta grossa perfurou o pescoço dos dois homens e quando veio fazer isso comigo, é como se algo tivesse me protegido ai caí como se tivesse morta mas estava vendo tudo ele ia matar um velhinho ou velinha que estava sentada no roll da casa em frente ai eu levantei com a faca tipo peixeira e enfiei nas costa dele, eu sai correndo por essa estrada de terra e quando eu cheguei na avenida tinha muitos soldados eu avisei a eles o que tinham acontecido e eles desceram correndo para socorrer os outros, então apareceu uma menina que me deu abrigo na casa da avó dela.

    • #67952 Responder
    • #70514 Responder

      Desde o começo até o fim do meu sonho,parecia um filme. Eu estava desesperada andando por um bosque em outono,como se eu estivesse fugindo de alguém.Parecia mais uma de diversas tentativas. Um detalhe: eu tinha pequenas asas.

      De repente, eu entrei no porta-mala de um carro preto em movimento. Percebi que o automóvel estava muito rápido e quando fui checar o banco do motorista,não tinha ninguém mas ao lado tinha uma menininha de pele escura na cadeirinha dormindo enquanto o veículo estava indo em direção à uma ladeira. Desesperada, sentei no banco do motorista e tentei frear antes que o carro batesse em uma das lojas. O local parecia uma feira.

      Consegui evitar o acidente, mas ao olhar para janela ao lado vi o homem do qual estava fugindo e de repente tudo escureceu.
      Quando acordei, estava deitada no chão de um pequeno quarto branco vazio, apenas havia uma pilha de caixas na parede atrás de mim e no topo uma pequena janela que iluminava o local. Já estava entardecendo.

      Parecia que eu conhecia aquele lugar.

      Quando menos espero, a porta à minha frente, branca com entrada para cachorro, se abre revelando o homem que eu vi na janela do carro. Ele era careca, tinha barba e usava óculos. Ele dizia que me amava,mas eu rebatia dizendo que já estava apaixonada por outro.

      Furioso, me arrastou pelos cabelos, descemos uma escadaria automática, abriu a porta com o pé revelando uma sala escura. Prendeu meus braços no topo da minha cabeça com correntes e tirou meu vestido branco e calcinha me deixando nua. Com um chicote, ele me deu chibatadas e eu apenas gritava de dor. Mas ninguém me ouvia. Embora o meu corpo já estivesse vermelho, sujo de sangue, o mais doloroso foi quando ele congelou minhas asas e elas caíram, quebrando. Eu chorei.

      Ele me soltou das correntes e caí no chão. Novamente me puxando pelos cabelos, deixando um rastro de sangue, ele me jogou dentro do quarto branco. Saiu e trancou a porta com força e eu me pus a chorar até dormir encolhida no chão enquanto formava uma poça de sangue e tudo era iluminado pela luz da lua.

      Certo tempo se passou e eu continuava presa dentro daquele quarto, vestida com um outro vestido branco e roupa íntima.Aquele homem passava alimento pela portinha do cachorro. Ao olhar pela pequena janela no topo das caixas, decidi fugir mais uma vez. Escalando as caixas saí, e corri o máximo que pude até que esbarrei em alguém. Esse alguém estava acompanhado e ambos pareciam ter a minha idade. Não via seus rostos, mas pareciam estar preocupados. Ao contar toda minha história eles decidiram me ajudar.

      Eles eram irmãos gêmeos e eu tive a oportunidade de ser mais uma irmã. Até aí vivi normalmente com uma família, com eles e com seus pais. Éramos inseparáveis.
      Um dia, quando saímos da escola, no meio do caminho, em direção à nossa casa. Tínhamos que subir uma ladeira, e no meio dela, me deparei com aquele homem.

      Com raiva, ele veio na minha direção e eu fui recuando a cada passo até tropeçar. Os meus irmãos apenas observavam assustados. Já perto de mim, ele ia me dar um soco quando segurei seu punho e fui me levantando enquanto ele se ajoelhava diante de mim.Não sabia e nem sei como descrever a sensação que tive naquele momento. De repente, minhas asas cresceram novamente. Eram muito maiores das que eu tinha.

      Peguei impulso e voei até acima das nuvens. Deitei em uma das nuvens como uma gatinha e, sendo iluminada pelo pôr-do-sol, eu ouvi uma voz que não identifiquei o idioma. Mas parecia que eu conhecia de quem era esta voz e que eu amava muito esse alguém. Dormi no sonho e acordei na mesma posição que tinha dormido no sonho.

      Quando sonhei com isso, tinha apenas 14 anos, e nesse mesmo período eu sonhei novamente com esse homem. Eu não me mexia e estava tudo escuro, quando aquele homem abriu a caixa onde eu e vários outros brinquedos estavam. Eu era uma pequena boneca Barbie bailarina cor-de-rosa. Ele me segurou e então pude perceber que eu tinha duas cicatrizes enormes nas minhas costas. Eu tinha perdido minhas asas novamente. Embora estivesse chorando, a boneca continuava sorrindo. Apenas saía gotas de água dos olhos dela, como se eu estivesse presa dentro da boneca. E aquele homem apenas ria do meu sofrimento.

      Eu acordei assustada e suando. Logo depois, resolvi dormir novamente e esquecer deste pesadelo, o que não foi fácil.

Visualizando 3 respostas da discussão
Responder a: Sonho com perseguição
Sua informação:





<a href="" title="" rel="" target=""> <blockquote cite=""> <code> <pre class=""> <em> <strong> <del datetime="" cite=""> <ins datetime="" cite=""> <ul> <ol start=""> <li> <img src="" border="" alt="" height="" width="">